SegurançaÚltimas

Desvio de doações no RS envolve membros da Defesa Civil

Pré-candidatos são afastados temporariamente do órgão em Eldorado do Sulpré-candidatos são afastados temporariamente do órgão em Eldorado do Sul.

Neste sábado (25), uma operação do Ministério Público do Rio Grande do Sul (MPRS) expôs suspeitas de desvio de doações destinadas às vítimas das enchentes por membros da Defesa Civil de Eldorado do Sul (RS). Três integrantes, incluindo dois pré-candidatos nas eleições municipais, foram afastados temporariamente de suas funções.

Mandados de busca e apreensão cumpridos

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do MPRS executou nove mandados de busca e apreensão. As ações ocorreram nas residências dos suspeitos, na prefeitura de Eldorado do Sul e em um depósito inundado na cidade. Foram apreendidos celulares, documentos, dinheiro e outros itens relevantes para a investigação.

Acusações e denúncias

Os suspeitos, cujos nomes não foram divulgados, estão sendo investigados por apropriação indébita, peculato e associação criminosa. As denúncias indicam que as doações, destinadas a socorrer as vítimas das enchentes, teriam sido desviadas para fins eleitorais, beneficiando os futuros eleitores dos investigados.

Consequências das enchentes no RS

As enchentes no Rio Grande do Sul resultaram em severos danos e perdas. A Defesa Civil divulgou números atualizados no sábado (25), destacando a gravidade da situação:

  • Mortes: 166
  • Feridos: 806
  • Desaparecidos: 64
  • Pessoas em abrigos: 55.791
  • Pessoas desalojadas: 581.643
  • Pessoas resgatadas: 82.666
  • Animais resgatados: 12.358
  • Municípios afetados: 469 (de 497)

novas mortes por leptospirose confirmadas

A Secretaria da Saúde do Rio Grande do Sul confirmou na sexta-feira (24) mais duas mortes por leptospirose, relacionadas às enchentes. As vítimas, dois homens de 56 e 50 anos, eram residentes de Cachoeirinha e Porto Alegre. “A confirmação se deu após resultado positivo de amostras analisadas pelo Laboratório Central (Lacen),” informou a secretaria. As mortes ocorreram em 18 e 19 de maio.

Além dessas, outras duas mortes anteriores foram registradas em Venâncio Aires e Travesseiro, e há quatro mortes em investigação nas cidades de Encantado, Sapucaia, Viamão e Tramandaí.

[email protected]